Torben Grael

Torben Schmidt Grael ganhou sua primeira medalha olímpica, uma prata, na classe Soling da vela, nos Jogos de Los Angeles (1984). Quatro anos depois, em Seul, veio a segunda, um bronze, na classe Star. Em Atlanta (1996), Torben conquistou um ouro, também na Star. Nos Jogos seguintes, em Sidney (2000), veio mais um bronze e, com o outro ouro conquistado em 2004, em Atenas, se tornou o maior atleta olímpico do Brasil, com cinco medalhas e seis participações.

 

Torben é um dos fundadores do Projeto Grael, que teve início em 1998, junto a Lars Grael e Marcelo Ferreira. O projeto baseou-se no princípio de que a vela garante caminhos de socialização a partir da educação e formação profissional, com o objetivo de disseminar o conhecimento náutico a partir da vela e de outras atividades marinheiras, tendo como público-alvo os estudantes da rede pública municipal de Educação.